Câncer de esôfago.

O câncer de esôfago está entre as principais causas de morte por câncer no Brasil. É mais frequente no homem do que na mulher (3:1). Incide principalmente a partir da sexta década e raramente antes dos 30 anos. Algumas doenças são consideradas de risco (esôfago de Barrett, tilose, Síndrome de Plummer-Winson, Acalasia) e a ingestão de cáusticos (soda). 
Além do custo elevado, os marcadores tumorais ainda não são sensíveis no diagnóstico ou acompanhamento de doentes de câncer de esôfago, por isso não são realizados na prática. O diagnóstico é feito através da Endoscopia Digestiva Alta com biópsia e exame anátomo-patológico, e em geral quando já existem sintomas.